LINHAS DE PESQUISA

DISCURSO, REDES SOCIAIS E A DISPUTA DE NARRATIVAS RELATIVAS
À PANDEMIA DE COVID-19

O projeto pretende analisar a disputa dos discursos sobre a COVID-19 a nível nacional e suas influências internacionais nas falas, performances significativas e decisões políticas de autoridades e instituições chaves.

A disputa delimitaria dois discursos mestres: O "negacionista" que não reconhece a amplitude e importância da pandemia, e que privilegia mitigar os impactos da crise econômica; E o "científico-humanitário" que privilegia o cuidado da vida, defendendo o isolamento social como a melhor forma de garantir também um melhor enfrentamento dos efeitos econômicos da crise. O estudo contempla a identificação dos meios de divulgação e reprodução dos discursos assim como a sua repercussão nos públicos destinatários. Também incluirá um mapeamento das principais interpretações sobre os impactos políticos e econômicos futuros da pandemia.

 

Em termos metodológicos, o estudo será levado a cabo articulando os olhares da análise política de discurso de Laclau e da escola de Essex com a análise de marcos interpretativos (frame analysis).

DISCURSOS POLÍTICOS: COMPONENTES ESTRATÉGICOS E EMOCIONAIS

As eleições nacionais, estaduais e municipais são momentos importantes na disputa política no país. Observar os discursos políticos das principais candidaturas como práticas discursivas permite entender melhor o papel dos seus componentes estratégicos e emocionais. 

Procuramos olhar os discursos tentando destacar o componente populista em todos eles a partir do referencial teórico da análise política do discurso do grupo de Essex liderados por Laclau e Mouffe, complementado com a análise dos marcos interpretativos (frame analyses), particularmente os aportes de Lakoff, Snow e Errejon Galvan.

DISCURSO, REDES SOCIAIS E DISPUTA DE NARRATIVAS NOS CAMPOS AGROECOLÓGICO, DO AGRONEGÓCIO E MEIO AMBIENTAL

O projeto procura desenvolver a análise política das práticas discursivas e das estratégias narrativas com a construção de identidades sócio-politicas, de atores chaves nacionais e internacionais dos campos agroecológico, do agronegócio e meio ambiental, expressas em redes e mídias sociais e tradicionais como também em eventos, acontecimentos e processos relacionados a esses campos, identificando e caracterizando as disputas antagónicas de narrativas que se estabelecem. O referencial teórico dialoga com os aportes da análise política do discurso de autores como Laclau, Mouffe e da Escola de Essex, a análise de marcos ou frame analysis proposta por pesquisadores como Lakoff, Snow, Benford e Galvan e as contribuições sobre redes sociais e novas formas de poder de autores como Zuboff, Han e Silveira.

LULA

"Lula Livre, o resgate de um Brasil feliz"